sexta-feira, 6 de novembro de 2009

sonhei de novo

Essa noite eu sonhei que eu estava no trem indo pra USP (nem trem eu pego) e tinha alguém danco chilique comigo, então eu dei um perdido na pessoa e acabei chegando na USP, só que eu teria aula dentro do metrô. Daí lá pela estação Barra Funda estava tendo o maior rebuliço, maior vuco-vuco, porque tinha uma banda dando show dentro de um vagão. Fui e entrei no vagão e era a banda Yeah Yeah Yeahs tocando e berrando lá dentro. Lembro que pensei "cadê Vinícius nessa hora?". Daí eu perguntei qualquer coisa pra mocinha que canta e ela gritou "yeah!". Tudo que eu perguntava ela gritava "yeah". Deixei ela falando, ou melhor, berrando sozinha e fui embora.
Acordei e logo em seguida dormi de novo.
Comecei a sonhar com praia. Uma enorme praia e um monte de alemão de sunga branca. Eu e Fernanda - que sempre está presente nos meus sonho mais estranhos - estávamos no meio deles, mas vestidas. Era tipo uma festa e tinha ponche de frutas. Tinha um alemão com cara de porco embaixo de uma faixa que estava escrito algo como "ei garota quer que te chupe com cerejas?" e daí Fernanda disse "olha ele fazendo o krum@ry!" eu olhei e o alemão tinha virado eu imitando o ex namorado de Xena.
Acordei de novo. E dessa vez nem dormi em seguida.



Ah sim, sonhei com mais uma coisa no meio da noite e que só lembrei agora.
Sonhei que sabia dirigir e que eu tinha um Peugeot 207 prata lindo de morrer. Daí eu estava indo embora da casa onde eu morava com mais um monte de gente desconhecida, e lembro de estar tacando um monte de coisa no porta-malas: cadernos, livros, xerox das coisas da faculdade, um notebook, uma bicicleta (no meu sonho cabia), tudo isso. Estava chovendo torrencialmente e assim eu fui-me embora, belíssima do meu Peugeot. Foi o primeiro sonho em que eu dirigia sem bater o carro. Mas, pra variar, estava "fugindo". É sempre assim, ou eu bato o carro ou estou fugindo de algo ou alguém.

Nenhum comentário: