segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Amores breves em transporte coletivo.

Eu estava vindo pra casa no sábado, toda fechadinha no meu mundinho com meus fonezinhos de ouvido, quando entra ele, um rapaz alto, meio loiro, cara de bobo e jeito de que não sabe da onde vem e pra onde vai. Foi amor à primeira vista. Eu, uma menina esquisitinha ouvindo uma cantora sueca toda doce nos ouvidos enquanto ele olhava pela janela com um estojo de violino no colo. Eu já me vi casada com ele, toda hétero, com 2 filhos, 3 gatos, 1 cachorro, uma casa de cerca branca, uma torta de maçã assando no forno. Tudo isso por uma estação. Desci e 5 minutos depois nem lembrava da cara dele.

Tempo total de amor eterno: 5 minutos.

3 comentários:

Denis Cristian disse...

Falou até q amava, néum ? saHUSHAUhsuaHUSHAuhsuaH

Mariana N. disse...

Pelo menos eu num dei pra ele no terceiro dia na garagem de casa, veja só.

Praguejento disse...

Eu ia fazer um post sobre o mesmo assunto no meu blog, que coincidência.

chilli beans, saca?