quarta-feira, 28 de abril de 2010

Requiem para um sonho (nomes em português são feios)

Essa noite eu sonhei com um monte de sandice. Não que eu não sonhe com sandices toda noite, claro.
Sonhei que saia do trabalho e ia pra Alemanha visitar minha ãmica *Lu. Sim, ia de BUSÃO pra Alemanha, e demorava 5 minutos pegando o Terminal Parque Dom Pedro II. Daí chegando lá eu estava rodeada de polacas e europeiazinhas fedendo à CC até chegar na casa da *Lu. Aí lá a gente pegou o carro e saimos dirigindo por aí, e ela falava "meu pai tem pescoço de peru, não tem?" e daí a gente deu umas voltas, batemos o carro e voltamos pra casa dela, onde o pai-peru aguardava a gente fazendo "glugluglu". Beleza, daí ele disse que ia me levar pro aeroporto pra eu voltar pra casa, mas chegando no aeroporto eu não tinha dinheiro pra voltar, então teria que pegar a volta do ônibus do Terminal Parque Dom Pedro.

PAUSA
Aqui eu acordei 6:20 da manhã toda resmungando porque minha tia inventou de ir tomar banho e ligar o rádio na NATIVA FM O AMOR DE SÃO PAULO. Podia cair uma bomba nessa rádio. Podia entrar um psicopata com uma bomba enfiada no cu e explodir aquela merda. Meu, você ser acordada pelo programa "Coração Sertanejo" em plena quarta-feira é osso. "Bom dia, Dona Maria", olha o tipo de rima que aquele locutor enviado de satanás fica falando. Aaaah pra puta que o pariu.
Daí avisei minha tia que não teria aula hoje e pedi com muito afeto para que ela desligasse aquele som das trombetas do apocalipse.

Então peguei no sono de novo. Sonhei que estava numa casa toda MUDERNA, com paredes cinzas e aparelhos de cozinha de inox. Um luxo. E sonhei que eu tacava panelas, batedeiras, copos, comida, tudo em cima do namorado, e ela discutia comigo e me ameaçava de me bater, e eu falando que ia matar ele e fazer parecer um acidente. Uma cena muito familiar, com muito amor e afeto. Então corta pra uma cena nadavê onde minha mãe ligava no meu celular falando que ela havia lido o meu blog e ficou inconformada e mimimi mimimi mimimi (ela grunhiu um monte de coisa que eu não consegui identificar) e eu desliguei o celular e falei pr namorado "tá feliz agora? minha mãe leu meu blog por sua causa! estou sendo impedida de escrever" e aí ele dizia que eu devia dinheiro a ele por ele ter espalhado o nome do meu blog pela medina e eu dizia "tá loko, irmão?" e aí eu acordei rabugenta.

Mas estranhamente estou de bom humor hoje.

3 comentários:

Lu* disse...

SUAHSUAHSUAHSUAHSUA MANOW, tem nocao do QUANTO eu rachei de rir aqui imaginando o meu 'pai' com pescoco de peru e falando glugluglu.

Soh voce para me fazer rir das minhas proprias desgracas! Grata.

Ella disse...

HISAHOUSHSUHIOUHIUHIUHIUHSIUSh
Aproveite o bom humor (:

Ella disse...

Fooogo, boa. Foogo.

Tá, parei com o Lance da professora.