sexta-feira, 16 de abril de 2010

Tentações de satanás e o garoto falando em línguas.

Na verdade não tem garoto falando em línguas nenhum. Na verdade esse um aí é só o meu namorado falando em voz alta, no meio do ponto de ônibus toda a oração Salve Rainha em latim.
Tudo que eu sei em latim são algumas declinações e "ARMA UIRUCEN CANO" e eu nem sei se está escrito certo, mas sei que é o primeiro verso da Odisséia. Isso se eu não errei a obra. Enfim.

Na verdade o post é sobre o verdadeiro poço de tentações que essa avenida Paulista e arredores são. São armadilhas para meus bolsos. Uma ameaça à minha conta bancária, à integridade de meu salário e um poço sem fundo para o meu seguro desemprego. Só entre ontem e hoje eu já comprei 4 livros. 2 deles são aqueles Pocket books ("Sobre a brevidade da vida" do Sêneca e "Esboço para uma teoria das emoções" do Sartre. O primeiro eu já lí, aliás). Hoje eu comprei "O chefão" do Mário Puzzo (sabe o filme "O Poderoso Chefão? Então) e o "Alice no país das maravilhas" do Lewis Carroll, cuja a história eu havia lido a da Disney e cujos trechos eu havia lido no livro de linguística do ciclo básico da Letras. E sim, irei ver o filme no meu aniversarinho.
Do que eu tava falando mesmo? Ah sim, das tentações.
Como se não me bastasse a Livraria Cultura me tentando, ainda tem as 4 ou 5 bancas de jornal com aqueles livros baratos me chamando. E tem a Fnac. E tem lojas de comida a cada 3 metros, e todo mundo sabe que eu + dinheiro = eu feliz comendo e 10 minutos depois eu triste pela extravagância. E daí que eu não tô conseguindo guardar a quantidade de dinheiro que eu quero por mês porque vai tudo em livro, dvd de série, comida, comida, comida, comida e chá mate com leite e aveia (pra me ajudar a expurgar toda essa comida).
Estou desenvolvendo um problema crônico de consumismo impulsivo.




Eu preciso de ajuda.

3 comentários:

aLine disse...

um dia eu vou ter um salario pra chamar de meu.. pra cometer extravagancia

Ella disse...

Tenho o mesmo problema, não sei como ajudar, mas eu não me sinto culpada porque torro toda a grana do meu Pai... então...:/

Audrey Angélica disse...

Eu sei "Ciconia devorat ranas" (a egonha devora as rãs) frase muito profunda e de grande significado...Sucumba aos prazeres caranais, livros e comida nunca sao desperdicio, oh vc nutre o corpo e a mente, e devia investir em sapatos também pq sapatos fazem bem pra auto estima