sexta-feira, 21 de maio de 2010

Sonhos e mais outras coisas.

Essa noite fiquei lendo "Dexter No Escuro" e acabei pegando no sono no meio da leitura devido ao dia de bunda que tive no trabalho. Comecei a sonhar com um lugar iluminado, com muito sol, e a écs #2 deitada com o cabelo na cara. E no sonho eu olhava para ela com muita ternura enquanto esquartejava a cidadã. Lembro de arrancar a orelha dela com aZunha mesmo e ficar observando como se fosse de borracha.
Corta. Sonho 2.
Sonhei que estava na faculdade discutindo com a écs #1. Sonhei que xinguei ela de tudo quanto é nome, depois bati na cara dela, daí chutei-lhe no cu e sai gritando "ALINE, AGREDI ALGUÉM NA FACULDADE DE NOVO".

Acordei com a musiquinha "IF YOU ARE HAPPY AND YOU KNOW CLAP YOUR HANDS (2X) IF YOU ARE HAPPY AND YOU KNOW IT AND YOU REALLY WANNA SHOW IT, IF YOU HAPPY AND YOU KNOW IT CLAP YOUR HANDS" na cabeça.

Mas vamos ao inferno.
A porcaria da internet caiu aqui quarta-feira à tarde e somente o meu computador estava com acesso à web por causa do modess modem da VIVO do meu chefe. Daí o meu papagaio de pirata, digo, chefe, ficou a quarta à tarde e a quinta-feira INTEIRA no meu encalço mandando eu fazer trolololoó lololó loló lololhões de coisa. Ela sentou do meu ladinho e ficou. Faltando cinco minutos para a minha liberdade tão esperada, ela fica me inventando coisa pra fazer. AI GENTE. Sério. Quase me escondi no banheiro com a desculpa de cagar e fiquei chorandinha enquanto descolava 5 minutos de ócio.
Porque vocês sabem, pessoas com  trabalho demais pensam de menos.
E só estou postando aqui porque ela está no horário de almoço, porque daqui a pouco ela volta e meu inferno recomeça.

Aí que hoje almocei com a minha mãe e comi:
- 3 pedaços gordos de picanha
- 9 coraçõezinhos de galinha
- 6 rodelonas de tomate
- bobó de camarão
- camarão frito
- salada de camarão
- casquinha de siri
- arroz com um monte de coisa misturada
- arroz com camarão
- marisco (acho que era esse o nome)
- 3 sushis
- 3 sashimis
- 1 copo de suco de abacaxi pra não engordar.
Estou sentindo meu sangue tão grosso que eu até já bebi uma garrafinha d'água e até agora não melhorei.
Fernanda disse que temos que aguardar 8 horas pra ver se não morro.




As pessoas daqui a pouco vão começar a pensar que Fernanda não existe, que é só uma alucinação minha, uma amiga imaginária . Eu juro que ela existe. Pelo menos pra mim. Quer dizer. Quem garante, não é mesmo? Quem garante que eu estou postando mesmo aqui? Eu posso muito bem ter sofrido um acidente e estar internada com um tubo na garganta, muito loka de morfina, imaginando todo esse mundo.





Acho que a comida está começando a me fazer mal.

terça-feira, 18 de maio de 2010

ODEIO TER SONHOS REALÍSTICOS ENVOLVENDO BANHEIROS.

domingo, 16 de maio de 2010

Sonhei que estava na rua 15 de novembro lá na Sé e tinha um monte de gari vestido de amarelo, tudo com cara de negro aço, rindo pra mim, tocando tambor pra mim. Aí eu olhei em volta e estava eu, Fenanda e mais O Vini que de vez em quando virava a Aline. Então a gente entrou na casa de uma mulher lá e todo mundo começou a fumar a beber cerveja. Daí A Fernanda acendeu um cigarro e o cigarro dela era meio vagabundo porque ficou em brasa por inteiro. Quando eu falei "mano, olha o seu cigarro" ela balançou demais a mão falando "que tem ele?" e a brasa voou e pegou num ônibus que ia para o Terminal Santo Amaro que quase explodiu. Daí a gente tava bebendo na festa dessa mulher desconhecida e eu fiquei muito louca. Todo mundo com uma garrafa de vinho do Porto na mão. Fernanda pediu pra eu ir buscar com ela porque ela foi, demorou três horas e quando chegou, deixou cair. Daí eu fui e ela sentou numa cadeira azul estranha e lá ficou. Então eu me retirei do ambiente e voltei pra sala. Todo mundo começou a ficar nu, inclusive eu. No sonho eu era gostosa pra caramba. Daí eu estava de meias azuis, calcinha boxer vermelha, camiseta branca e cabelo estilosamente desgrenhado. Lembro de eu olhar no espelho e estar usando lindos óculos de acrílico azul-roial. Lembro de alguém falando "você fica bem de azul". Então de repente eu estava no meu quarto e a écs #1 começou a falar um monte de sandice sobre a pessoa que ela está namorando, o quanto a pessoa era melhor que eu. Eu mandei enfiar no cu e ela foi embora (desapareceu). Daí do nada aparece minha mãe e diz para eu ir tomar a vacina da gripe com ela, e eu fui só que estava frio e nevando. Eu estava de novo lá pelo centro, só que dessa vez eu estava na galeria Olido. E quando eu cheguei lá estava todo mundo olhando pra mim, me julgando, e eu olhei para baixo. Percebi que estava sem calças. Aliás, eu estava pelada, usando somente uma calcinha vermelha, camiseta e um casacão preto que ia até os joelhos mas que se encontrava aberto. Eu estava de havaianas brancas também. Daí tirei minhas roupas das mochilas e comecei a me vestir, daí percebi que aff, era virada cultural, não ia por roupa porcaria nenhuma. Então tomei a vacina na bunda e de repente estávamos eu, Fernanda, Aline, Namorado e mais um monte de desconhecido como se fosse uma gangue. E só eu e a Aline a pé enquanto o resto da galere estava de bicicleta. Daí a gente invadiu o mercado municipal e começou a correr, correr muito. Estranhamente eu corria com uma perna só e conseguia ultrapassar todo mundo com um sorrisão no rosto. Mais à frente eu alcancei a Aline, que não corria, mas pulava em alta velocidade enquanto grunhia "NHAA NHAA NHAA" com suas pantufas de pata de dinossauro. Ela era muito rápida com aquelas pantufas. Daí o nosso objetivo era chegar num restaurante, e eu estava subindo uma escada rolante correndo mas tnha um japonês velho e gordo com a bunda na minha cara que não me deixava subir. Acordei com uma almofada de zebrinha na cara.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Sonhei

Essa noite eu sonhei que eu estava num museu de Nova York. Sonhei que estava andando de tico-tico (sabe aqueles triciclos de criança com a marca BANDEIRANTES nas rodas? Era um desses) tipo o filme O Iluminado. Daí eu tirava fotos com uma câmera igualzinha a do jogo Fatal Frame 2. Então eu passei em frente a uma enorme placa com o nome da empresa que o Dequeno trabalha e tirei foto. Lembro de ter pensado "nossa, tenho que mostrar isso ao Dequeno". Óquei, daí continei pedalando pelo museu e tinha uma estátua do Mao Tsé Tung tomando chá verstido de Fidel Castro. Achei graça. Tirei uma foto dele também porque pensei em fazer uma montagem colando a cara da Fernananda nele. Daí o que aconteceu foi estranho, eu me virei e tinha uma pessoa atrás de mim e eu fiz igual ao Big Boo do Super Mário: Tapei os olhos e fiquei imóvel. Daí eu acordei pra ver que horas eram e seu eu não estava atrasada pro serviço.
Fim.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

"I'm trash. I'm trash and shit and crazy to you and this whole fucking world. You don't care where I liveor how I feel, or what I eat or how I feed my kids or how I pay the doctor if I get sick, and yes I'm stupid and bored and weak, but I am still your responsability."

terça-feira, 4 de maio de 2010

Vocês sabiam que existe um exame médico chamado ELETROVAPORIZAÇÃO DE PRÓSTATA?

segunda-feira, 3 de maio de 2010

"Seu curriculum não foi aceito"

Recebi um e-mail daquele lugar cheio de Crislaines me dizendo que meu curriculum não foi aceito pela empresa que eu pretendia trabalhar de recepcionista bilingue com cabelo amarelo-ovo e batonzão vermelho. Nem fiquei surpresa, mas minha vontade era mandar um e-mail falando bem assim:

"ESCUTAQUÍ, CRISLAINE, SE NÃO FOSSE O BARULHO DESSE GALINHEIRO QUE VOCÊS INSISTEM EM CHAMAR DE "SALA DE ENTREVISTA", TALVEZ EU TIVESSE CONSEGUIDO OUVIR O QUE A OUTRA CRISLAINE FALAVA E TALVEZ EU CONSEGUISSE RESPONDER DIREITO SEM SER ATRAPALHADA PELO BARULHO DE 4412345 CRISLAINES FALANDO AO MESMO TEMPO. AH SIM, E SOBRE AQUELE TESTE DE PORTUGUÊS, VOCÊS DEVERIAM EXPLICITAR SE É NA NOVA GRAMÁTICA OU NÃO. SEU TESTE DE LÓGICA NÃO PASSA DE UMAS "PA" E "PG" BEM CHINFRINS. E VAI TODO MUNDO PRO INFERNO DAS CRISLAINES. E DA SORAYA TAMBÉM. A MULHER TEM 50 ANOS NAS COSTAS E AINDA USA PENTEADO DE CRIANCINHA. CAMBADA DE PIRANHA."

Só não mando porque vai parecer que não sei lidar com a "derrota", o que não é verdade já que minha vida é regida pela lei do ATÉ PARECE QUE IA DAR CERTO e eu já me acostumei com a fossa. Só me surpreendo com a volta de Cristo ou com um câncer.

sábado, 1 de maio de 2010

Dream on

ve uma noite perturbada. Primeiro que tem algum número desconhecido me mandando mensagens no celular, mas daí a gente releva. Daí que 2:30 da matina sou acordada pelo celular pois um amigo meu me ligava. Claro que ser acordada às 2:30 da manhã me deixa com o diabo no corpo, então antes que eu atendesse e falasse meia dúzia de desaforo, resolvi ignorar a chamada. Gente, sério, nunca, JAMAIS me liguem depois das 22h se você não quiser ouvir desaforo e ofensas que atingirão você e o resto da sua família.

Mas falando de sonhos, eu sonhei que eu era o Kratos do God of War.
Kratos tem peitos.

Daí eu, na minha condição de Kratos, tinha poder e armas suficiente pra causar a destruição do mundo se eu quisesse, só que eu queria, e o único jeito de fazer isso era soltando o Blaze do Mortal Kombat Armageddon.

Olha a ficha, olhou porque é bicha.

Pra fazer isso, eu tinha que romper um cabo de força que aprisionava o Blaze dentro de um quadrado a-ado de uma forma que a energia que formava os cabos de força (porque os cabos que o seguravam eram feitos de plasma e eletricidade) acabasse e os cabos de plasma ficassem moles para ele poder rompê-los. E assim o fiz. Desliguei tudo, corri para as colinas e fiquei observando o monstreno de fogo destruir a casa abandonada onde ele estava preso, soltar um "rugido" que era mais parecido com o "berro" de uma ágia do que qualquer outra coisa, sair correndo pra cidade e destruir tudo o que ele via pela frente.

Acordei com a maior sensação de que tinha feito algo errado.