quinta-feira, 29 de julho de 2010

Ternurinha

Sarah diz:
heey
Sarah diz:
pra vc:
Sarah diz:
A amizade é um meio de nos isolarmos da humanidade cultivando algumas pessoas.
Sarah diz:
(Drummond)
Sarah diz:
lembrei de vc ^^


d^_^b - Talk - Coldplay

Hoje meu velociraptor pessoal faz 21 anos.


Parabéns seu lindo!





terça-feira, 27 de julho de 2010

Essa noite sonhei que eu lambia uma xoxota... DE HOMEM. sabe o Ken da Barbie? Então, eu lambia aquela parte esquisita dele mas de um homem de verdade.

AI GENTE, MINHA MENTE É PERTURBADA.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

OM NOM NOM NOM NOM

Maria Eduarda, a coisa mais fofa, gordinha e banguela que eu já vi.
(Não, não é milha filha).
Óquei, assumo, adoro bebês babudos que arrotam e peidam, e enquanto a natureza não me dá uma filha - GRAÇAS A DEUS - eu me divirto com a dos outros.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Eu scanneio minha gata.

Cãmila num ângulo inusitado.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

DELICATESSEN - Hilda Hilst

Você nunca conhece realmente as pessoas. O ser humano é mesmo o mais imprevisível dos animais. Das criaturas. Vá lá. Gosto de voltar a este tema. Outro dia apareceu uma moça aqui. Esguia, graciosa, pedindo que eu autografasse meu livro de poesia, "tá quentinho, comprei agora". Conversamos uns quinze minutos, era a hora do almoço, parecia tão meiga, convidei-a para almoçar, agradeceu muito, disse-me que eu era sua "ídala", mas ia almoçar com alguém e não podia perder esse almoço. Alguém especial?, perguntei. Respondeu nítida: "pé-de-porco". Não entendi. Como? "Adoro pé-de-porco, pé-de-boi também". Ahn... interessante, respondi. E ela se foi apressada no seu Fusquinha. Não sei por que não perguntei se ela gostava também de cu de leão. Enfim, fiquei pasma. Surpresas logo de manhã.


Olga, uma querida amiga passando alguns dias aqui conosco, me diz: pois você sabe que me trouxeram uma noite um pé-perna de porco, todo recheado de inverossímeis, como uma delicadeza para o jantar? Parecia uma bota. Do demo, naturalmente. E lendo uma entrevista com W. H. Auden, um inglês muito sofisticado, o entrevistador pergunta-lhe: "O que aconteceu com seus gatos?" Resposta: "Tivemos que matá-los, pois nossa governanta faleceu". Auden também gostava de miolo, língua, dobradinha, chouriços e achava que "bife" era uma coisa para as classes mais baixas, "de um mau gosto terrível", ele enfatiza. E um outro cara que eu conheci, todo tímido, parecia sempre um urso triste, também gostava de poesia... Uma tarde veio se despedir, ia morar em Minas... Perguntei: "E todos aqueles gatos de que você gostava tanto?" Resposta: "Tive de matá-los". "Mas por quê?!" Resposta: "Porque gatos gostam da casa e a dona que comprou minha casa não queria os gatos". "Você não podia soltá-los em algum lugar, tentar dar alguns?" Olhou-me aparvalhado: "Mas onde? Pra quem?" "E como você os matou?" "A pauladas", respondeu tranqüilo, como se tivesse dado uma morte feliz a todos eles. E por aí a gente pode ir, ao infinito. Aqueles alemães não ouviam Bach, Wagner, Beethoven, não liam Goethe, Rilke, Hölderlin(?????) à noite, e de dia não trabalhavam em Auschwitz? A gente nunca sabe nada sobre o outro. E aquele lá de cima, o Incognoscível, em que centésima carreira de pó cintilante sua bela narina se encontrava quando teve a idéia de criar criaturas e juntá-las? Oscar, traga os meus sais.





Texto extraído do jornal “Correio Popular”, de Campinas-SP, edição de 01/03/1993.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Essa noite sonhei que eu via a "cantora" Perlla andar na rua, mas ela estava toda photoshopada e parecia uma salsicha vestida com roupa de couro.
sonhei também que eu fazia o maior barraco na faculdade pela reprovação que eu peguei em uma matéria que eu pedi desistência.
Foi isso.

Sonho.

Essa noite eu sonhei que eu estava na cabine de um navio, sentada numa poltrona super confortável que tinha um buraco no assento que servia como privada. Eu lembro que eu pensava "preciso de mais nada pra ser feliz, posso cagar e jogar videogame ao mesmo tempo".

Idiota.

sábado, 10 de julho de 2010

Dormi no trabalho e sonhei.

Fui lá assistir SABADÃO ANIMADO na sala do meu chefe, juntei as cadeirinhas e deitei. Peguei no sono e sonhei que meu pai entrava pela porta aqui do trabalho e começava a falar um monte um desaforo pra mim, falando que onde já se viu dormir no trabalho, fazendo cama com as cadeiras da sala de reunião, e que a televisão ia cair de cima da mesa, daí mandei ele ir embora e no que eu voltei pra sala de reunião a TV tava em outro lugar e tinha um saco de pipoca aberto em cima da mesa com um saquinho de sazon ao lado, também aberto, e eu pensei "mas eu juro que não comi a pipoca que tava no armário". Aí eu acordei assustadíssima com o barulho do elevador, pensei que era algum chefe chegando aqui de surpresa.

Nunca arrumei uma sala tão rápido.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

BEIJOS PRA QUEM FOI ATROPELADO NUM DOMINGO À NOITE BEM LONGE DE CASA E QUASE PERDEU A PERNA.