terça-feira, 31 de agosto de 2010

Melhor frase do melhor filme do mundo: Beleza americana.

"I’d always heard your entire life flashes in front of your eyes the second before you die. First of all, that one second isn’t a second at all. It stretches on forever, like an ocean of time. For me, it was lying on my back at boy-scout camp, watching falling stars. And yellow leaves from the maple trees that lined our street. Or my grandmother’s hands, and the way her skin seemed like paper… And the first time I saw my cousin Tony's brand new firebird ... and ... and Jane ... and Jane! ...... and ... Caroline! I guess I could be pretty pissed off about what really happened to me but it's hard to stay mad, when there's so much beauty in the world. Sometimes I feel like I'm seeing it all at once, and it's too much, my heart fills up like a balloon that's about to burst... And then I remember to relax, and stop trying to hold on to it, and then it flows through me like rain and I can't feel anything but gratitude for every single moment of my stupid little life... You have no idea what I'm talking about, I'm sure. But don't worry... you will someday."

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Virar tema de roda de orações e mais umas coisas que me acontecem.

Pois é, queridas pessoas que aparecem aqui eventualmente e eventualmente leem meus post sujos, rabiscados e com manchas de café, se você acha que nada dá certo na sua vida, deixa eu desabafar aqui um pouco da minha pra você poer fazer uma comparação e ver se sua vida é uma merda ou se eu que tô fazendo drama demais em cima da minha vidinha.
Se não me engano, meu post anterior foi sobre lerem minhas coisas. Pois bem. Minha tia deve ter lido uma ou duas páginas do meu caderno pois hoje eu encontrei um papelzinho anexado nele com uma mensagem do espírito Emmanuel (...ok) que diz "Tua mente - tua casa intransferível. Nesta te nascem os sonhos e aspirações, emoções e idéias, planos e realizações. Dela partem as tuas manifestações nos caminhos da vida, e de nossas manifstações nos caminhos da vida dependem o nosso cativeiro à sombra ou a liberdade para a luz". AI GENTE. Tá certo que as duas páginas que ela leu tava com tanta coisa ruim escrita, mas tanta coisa pesada e negativa, que realmente assusta um pouco, mas daí a anexar papel de mensagem espírita no caderno alheio é um pouco demais. Sabe, é a mesma coisa que você ir, sei lá, na casa de um evangélico e colocar uma imagem de Nossa Senhora Aparecida em cima da geladeira ou ir na casa de um ateu e colocar um crucifixo na perde, tudo isso sem pedir licença. Aí tá bom, acordei hoje praguejando contra a faculdade e contra o frio e ela vem me dizer que precisamos conversar porque eu ando com muita cisa ruim e pesada dentro de mim. Olha, a última coisa pesada que eu tive dentro de mim foi um Big Tasty do Mc Donalds e mandei ele embora hoje, então chega.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Mundo ovo.

Segue o diálogo:
F - Fernanda, M - eu.

F: Eu devia ter me apiranhado menos hoje, tá todo mundo me olhando demais hoje, arrumei até um namorado no ônibus.
M: Ah é?
F: É, eu tava ouvindo música e daí ele me cutuca e pergunta o que eu tava ouvindo. Respondi "dead Kennedys" e ele pediu pra ouvir comigo. O nome dele é Diogo, faz faculdade de Geografia não sei onde aí numa federal.
M: É na CEFET?
F: Isso, essa mesma.
M: Ele é estranho, narigudo, cabeludo e magro?
F: Sim.
M: Chamado Diogo?
F: Sim sim.
M: Abre o orkut aí.
F: *abre o orkut*
M: *abre o perfil do tarado que deu em cima de mim há 2 anos no shopping tatuapé*
M: É esse aqui?
F: É, é esse sim.
M: Conheço. Ele deu em cima de mim há 2 anos no Tatuapé. Ele estudou com a écs #2 também, vivia dando em cima dela. Um dia ele me viu com ela e ficou totalmente sem jeito, e olha que eu nem a conhecia quando ele veio com graça pro meu lado.

Pois é.
Mundo ovo.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Sabe que me deu maior saudade agora de passar metade da madrugada sentada naquele posto de gasolina com o namorado enchendo a cara de bebida não-tão-barata-assim e conversando sobre essas coisas normais de casais, tipo ninjas, zumbis, dinossauros, videogames e livros esquisitos.

Aí que olho meu celular e tem uma mensagem do cidadão dizendo "eu tenho o mundo inteiro pra salvar e pensar em você é chulamitaaaa"  (a música é Kriptonita, do Ludov).
Não tem como não amar.