quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

é amanhã.

Hoje não fui trabalhar. De manhã enfiaram um tudo pela minha boca que foi até o meu estômago e enfiaram algum remédio na minha veia que eu só lembro de tudo ficando embaçado e logo em seguida eu acordando numa maca, rindo à toa.
Amanhã eu vou pedir as contas, com Broaca ou sem Broaca. Épica ou não, só quero sair de lá para nunca mais voltar.
Por hoje, tenho planos de dormir, dormir e dormir. Quem sabe ler alguma coisa ou jogar algo no videogame, mas a meta é dormir mesmo.
Vou aproveitar a companhia da minha ilustríssima felina gorda e o barulho da chuva lá fora e quero nem saber.

Aliás, depois que eu voltei do meu exame, dormi a manhã inteira. Sonhei que estava espancando crianças numa casa velha, mas elas não eram crianças, elas eram demônios.

2 comentários:

Eu disse...

Mesmo se a Broaca parar de mandar ficar ligando para os clientes para vender coisas que eles não querem comprar, mesmo assim vc vai pedir demissão????

Beijos

Mariana Bennemann disse...

Mesmo assim.