quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

não foi hoje.

Eu cheguei aqui no escritório e a Bruaca tinha ido almoçar. Ela saiu 13:20 e não voltou até o presente momento (17:44). Muito fácil esse emprego dela. Trabalhando pro papai, entra a hora que quer, sai a hora que quer e ninguém pode falar nada. Depois fica empurrando o trabalho dela pra mim enquanto tá dando o fiofó pra algum cucaracha vestido de Jack Sparrow.
Amanhã não vou aparecer aqui. Vou fazer minha endoscopia linda (adoro endoscopia, é mágico) e passarei a tarde toda jogada no sofá da sala assistindo Supernatural.
Sexta-feira. Sexta-feira me demito, com bruaca ou sem bruaca. Chego, entrego a carta, dou meia volta e vou embora assobiando Dream a Little Dream of Me.
Raios.
Tá vendo, é isso que fazem nessa merda de lugar, além de me podarem do pedido de demissão épico que eu estava prestes a fazer, ainda me empurram trabalho de telemarketing e me obrigam a ver esse favoritismo.
Se eu chego atrasa me descontam do salário, mas se essa vaca gorda branquela resolve sair pra almoçar e esquece o caminho de volta, ninguém nem fala nada.
MORRE DEABO.
E pra completar essa bosta de dia longo, esse sistema aqui da empresa tá pifando desde ontem, o que significa que não poderei sair mais cedo hoje, o que me dá vontade de praguejar mais ainda.

Vou gastar minhas últimas horas aqui imaginando que estou em casa toda dormindona.

Um comentário:

Eu disse...

Ahhhhh Mariana, sexta feira espera a Broaca chegar e joga a carta na cara dela e grita: "EU ME DEMITO",se ela perguntar pq, vc grita mais ainda, "PQ EU SOU RICA, RICAAAAAAAAA"rsrsrsrsrsr nossa viajei agora.......Tipo, bem que a Broaca merecia uma demissão épica....Beijos