quinta-feira, 14 de julho de 2011

Pistoleira

Hoje eu sai atrasada de novo mas pelo menos tomei café da manhã. Lembrei que esqueci o dinheiro do almoçoe agora passarei fome até umas 18h, bacana. Mas o que eu queria falar é que hoje eu tava lá no ponto de ônibus esperando o Jd Verônia e nisso chegou uma mulher lá no ponto que nossa, viajei muito por causa dela. Ela não era bonita nem muito jovem. Viajei por causa das pernas dela. Ela tinha  as pernas arqueadas. Muito arqueadas. Sabe pinça de arrancar sobrancelha? Tipo aquilo. Olhei ela descendo a rua e fiquei imaginando ela vestida de cowboy americano, sabe, calça com aquela coisa de couro franjada por cima, botas, a cara suja de terra, camisa e colete. Uma pistola de um lado da cintura e um laço do outro. Um matinho na boca e esporas na botina. Imaginei ela chegando no cobrador e falando com voz de Billy The Kid "passa na sisribero?" enquanto punha as duas mãos no cinto e uma perna no degrau, toda marrenta.
No meio das pernas dela tinha um espaço certinho pra encaixar um cavalo.
A Pistoleira mais rápida da av. São Miguel.

2 comentários:

LubaLuba disse...

Sempre penso isso quando vejo uma pessoa assim. Ontem tinha um desses no metrô. Me segurei pra não rir.
Imagino tbm aquela bola de feno rolando.

Praguejento disse...

HAHAHAHAHA! RI MUITO!

Pior que imaginei a cena certinho!