domingo, 19 de fevereiro de 2012

Sonhei que...

Essa noite sonhei que eu pegava um ônibus até Guarulhos pra ir visitar a minha Lari, mas Guarulhos não era a Guarulhos que eu conheço e outra: ela não mora lá na vida real. Guarulhos parecia uma cidade de perto do deserto, com muita terra vermelha espalhada pelas estradas, um sol de rachar e prédios enormes e sujos.
Pois bem, eu pegava um ônibus, descia no meio do nada e achava a casa dela que parecia muito com a minha casa mas um tanto mais rústica e totalmente branca, como um hospital (vai lá namorar enfermeira). Lá eu dava um beijo nela e a gente começava a conversar enquanto eu lavava toda a louça que estava na pia. Depois a gente conversava e eu conhecia os irmãos dela. O do meio era igual a realidade, mas o mais novo não. O mais novo na verdade era uma menina gordinha vestida de princesa. Aí ela levantava e ia ficar próxima da janela olhando pra fora, e eu pedia pra ela me apresentar a Mozi (Mozi é a gata dela que na verdade se chama Bia). No que ela chamava a Mozi, o pai dela chegava em casa e ela dizia, quase em pânico "nunca dará pra gente ficar aqui em casa" e disse pra eu correr pela porta e sair de casa antes que o pai dela visse (na vida real o pai dela não é a pessoa mais amorzinho da face da terra). Nisso eu saia correndo pela porta e corria até um morrinho em frente à casa dela, só que eu aí eu estava de calcinha e sutiã - até 2 segundos eu estava vestida. Aí eu começava a cantar a música do Legião Urbana que diz "te fiz comida, velei teu sono, fui teu amigo e me diz pra mim o que que ficou". Aí eu me vestia devagar e passava uns tiozinhos nadavê mexendo comigo por eu estar seminua, e eu falava pra mim mesma "tô pior que amante".
Fim.

Essa noite sonhei também com uma pessoa que não conheço pessoalmente mas que ando trocando e-mails e tal, a Adelle (com dois L). Sonhei que na verdade ela era grega e que o nome dela era Adelle Papakoa Papanikolaus. PAPANIKOLAUS. acho que qualquer nome com muitos "p' e alguns "k" e um "s" no final fica bem grego. E no sonho eu via isso numa plaquinha num aeroporto.

Mas sobre meu primeiro dia de carnaval:
Fui na cabelelelelelelelereira e fiz uma progressiva que deixou meu cabelo com um aspecto saudável de peruca. Não vejo a hora de lavar essa tranqueira e não parecer mais Nelson Rodrigues with boobies. Também fiz as unhas dos pés because of reasons. De noite me resumi no meu quarto com a minha Lari e fiquei brincando de globeleza com tinta para pintura de rosto. Mirei na globeleza, atingi os moleques de Black Metal. Eu até colocaria uma foto aqui mas ela me mataria.
Planos para hoje: tarde na casa de um amigo, com muita carne louca (conhecida também como BURACO QUENTE hahaha adoro esse nome, acho muito engraçado).



2 comentários:

lickmewhereipee disse...

Mariana, o sonho é teu, mas o nome é meu, então eu faço alterações nele.

Muito prazer, eu sou Adelle Papaku Papanikolaus. Eu adoro esse blog pois ele é muito gozado e por isso é uma satisfação enorme deixar um comentário aqui.

ok, não aceite isso.

Larissa Bello disse...

Seus sonhos são muito loucos, Mari! E pé e mão eu costumava fazer uma vez por ano, para o Natal. Vai saber porque. Jesus?!? Mas, ando fazendo mais vezes e até que to curtindo. Uma das metas para 2012: trabalhar mais minha vaidade.

Bjo