terça-feira, 27 de novembro de 2012

Tempo de plantar, tempo de colher, e tempo de deitar em posição fetal desejando nunca ter nascido.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

”Everyone wants an Argentina, a place where the slate is wiped clean. But the truth is Argentina is just Argentina. No matter where we go, we take ourselves and our damage with us. So is home the place we run to or is it the place we run from? Only to hide out in places where we are excepted unconditionally, places that feel more like home to us. Because we can finally be who we are“

(Dexter, 3ª temporada, episódio 8)

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Essa noite eu sonhei com bandidos que tentavam roubar malas de viagem dos meus pais, que as tinham deixado em cima do telhado. Meu pai puxou o bandido do telhado pelo pé e a gente começou a chutar o vagabundo, socar... aí caiu mais um do telhado e a gente espancou ele e jogou pra fora de casa, nisso apareceu mais um moleque e atirou com um estilingue no meu cachorro (no sonho meu cachorro ainda era vivo) e ele morria, aí parava uma kombi azul na frente da minha casa e descia um monte de maloqueiro e um monte de criança remelenta metida a bandido, aí eu as pegava pelos pés, sacudia igual um lençol velho e batia a cabeça delas no chão com muita força até elas morrerem e espirrar sangue e miolos pros lados.