segunda-feira, 27 de maio de 2013

Ontem eu fui levar minha gata no veterinário para tomar vacina, aí ele foi medir a temperatura dela pra ver se estava tudo normal e tal, só que quando ele colocou o termômetro no furico dela, eu fiquei ROXA de constrangimento pela bichinha. Sabe, eu não conseguia olhar nem nos olhos da gata nem nos olhos do veterinário. Só me resumi em sussurrar no ouvido dela "não precisamos falar sobre isso nunca".

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Quando eu fui uma ditadora sanguinária por uma noite.

Essa noite eu tive o sonho mais absurdo da minha vida. Sonhei que eu era ninguém menos que Adolf Hitler. Eu era Adolf Hitler e eu me olhava no espelho, arrumava meu cabelinho pro lado com brilhantina, e arrumava milimetricamente o meu bigodinho com uma pinça de sobrancelha. Eu estava muito bravo arrumando meu bigodinho porque ele nascia todo torto e todos riam de mim por isso, e eu dizia que ia matar todos que riam de mim por isso. Basicamente, em meu sonho, eu era Hitler e eu fiz todo o genocídio e a Segunda Guerra Mundial porque as pessoas riam do meu bigode. Eu matei milhões e milhões de judeus, ciganos, gays, negros e todas as minorias imagináveis porque eu não conseguia deixar um enorme e vistoso bigodão de respeito.

Pois é.

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Love never fails



" Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o címbalo que retine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. E ainda que distribuísse todos os meus bens para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece, não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal; não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O amor jamais acaba; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; porque, em parte conhecemos, e em parte profetizamos; mas, quando vier o que é perfeito, então o que é em parte será aniquilado.
Quando eu era menino, pensava como menino; mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino. Porque agora vemos como por espelho, em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei plenamente, como também sou plenamente conhecido.
Agora, pois, permanecem a fé, a esperança, o amor, estes três; mas o maior destes é o amor."