segunda-feira, 13 de maio de 2013

Quando eu fui uma ditadora sanguinária por uma noite.

Essa noite eu tive o sonho mais absurdo da minha vida. Sonhei que eu era ninguém menos que Adolf Hitler. Eu era Adolf Hitler e eu me olhava no espelho, arrumava meu cabelinho pro lado com brilhantina, e arrumava milimetricamente o meu bigodinho com uma pinça de sobrancelha. Eu estava muito bravo arrumando meu bigodinho porque ele nascia todo torto e todos riam de mim por isso, e eu dizia que ia matar todos que riam de mim por isso. Basicamente, em meu sonho, eu era Hitler e eu fiz todo o genocídio e a Segunda Guerra Mundial porque as pessoas riam do meu bigode. Eu matei milhões e milhões de judeus, ciganos, gays, negros e todas as minorias imagináveis porque eu não conseguia deixar um enorme e vistoso bigodão de respeito.

Pois é.

Um comentário:

Jade disse...

HAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHJAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHHAHAHAHAHAAHHAAHAHAH